menu
Chapada Diamantina-Bahia | Whatsapp: 89 8807-3289
Chapada em Alerta
Itaberaba - BA
ELEIÇÃO 2018
POLÍTICA
POLÍTICA
ELEIÇÃO 2018
Postada em 04/01/2018 ás 00h02 - atualizada em 04/01/2018 ás 00h02
Roma: “ACM Neto será candidato a governador”
Em entrevista, João Roma diz acreditar que o prefeito disputará o governo estadual e confirma também sua candidatura a deputado federal
Roma: “ACM Neto será candidato a governador”

João Roma confirma candidatura de Acm Neto

Por Osvaldo Lyra e Paulo Roberto Sampaio



Colaboraram: Romulo Faro e Guilherme Reis



Chefe de gabinete de ACM Neto, o secretário João Roma, em entrevista à Tribuna, diz acreditar que o prefeito disputará o governo estadual e confirma também sua candidatura a deputado federal. Questionado se pretende retornar ao Democratas, Roma não descarta a possibilidade: “Eu fui líder da juventude do partido, fui presidente nacional dos jovens do PFL, que depois virou Democratas. Eu praticamente ajudei a criar e refundar o partido em todos os episódios. Mas como vai ser, temos até o dia 7 de abril para definir”. Sobre a disputa pela presidência da República, Roma acredita que Lula será derrotado se conseguir ser candidato.



Tribuna – O senhor é sempre apontado pelo perfil moderado e conciliador. O senhor acha que esse clima bélico que já começou a se desenhar entre governo e prefeitura para a eleição deste ano para a população do estado? Faz bem para a população da cidade?



João Roma – Não. Não faz bem ao estado. Apesar de todas as disputas políticas partidárias é importante sempre manter um clima de harmonia, especialmente institucional. Esse é o encaminhamento que a gente vem buscando transmitir aqui pela prefeitura de Salvador. Em outros momentos, inclusive até quando o ex-governador Jaques Wagner exercia o governo da Bahia a relação fluía bem, sem maiores desgastes, até pelo perfil do ex-governador Jaques Wagner. Hoje de fato você tem uma grande dificuldade de interlocução com o atual governador, que ao invés de de fato ser a grandeza de quem exerce esse cargo tão destacado aqui na Bahia, ao invés de conciliar, ao invés de demonstrar liderança, fica justamente buscando tencionar quesitos muito complexos, uma vez que você tenta misturar às vezes atribuições entre governo do estado e prefeitura, o que é uma coisa muito desgastante e pouco salutar para o amadurecimento e para a consolidação democrática no Brasil, uma vez que nós temos uma federação estruturada com municípios, estados e federação. Óbvio que existem vários mecanismos burocráticos que permeiam cooperações e interlocuções entre esses poderes, mas é muito desgastante em vários momentos você ver certo interesse de suplantar algumas atribuições naturais.



Tribuna – Com os ventos soprando favoravelmente ao prefeito ACM Neto, acredita que ele será mesmo candidato ao governo na próxima eleição?



Roma – Essa decisão no final caberá exclusivamente ao prefeito ACM Neto. O que eu posso é transmitir um pouco não só da minha torcida, como um pouco da minha leitura do momento político brasileiro. O que eu falo não significa que ACM Neto vai ser ou vai deixar de ser. Ele tem dito em várias entrevistas que não ouvirá o staff político dele para essa decisão que eu acho que se trata apenas de uma vacina, porque existem outros quesitos que não são apenas quesitos políticos partidários que envolvem uma decisão como essa. Eu acho que ele está correto. Ele tem que ouvir outros setores também. Não que ele vá desprezar, mas é muito importante sobre tudo uma sintonia dele com a população. Eu acho que o que o líder político ACM Neto tem percebido nesse momento é isso. Ele tem enxergado na população primeiro um desgosto pela vida política brasileira, uma vez que só se vê notícia desgastante, entristecedora do cenário político. E ele observa também que o tempo da população é diferente do tempo dos políticos, que muitas vezes vivem em torno do pensamento de como serão as próximas eleições. A prefeitura dá muita oportunidade de você ter uma conexão maior com o povo nas ruas, especialmente ele que estabeleceu desde o início da sua administração uma conexão muito linkada com as ruas, um governo de proximidade. Ele percebe que nas ruas o assunto principal não se refere às próximas eleições. Se refere, sim, aos quesitos econômicos, aos quesitos de desenvolvimento, da geração de emprego, à melhoria na qualidade de vida da população. Quando ele diz que vai decidir isso mais para a frente é porque ele quer de fato perceber mais essas demandas da população, o pulso realmente desse sentimento. Mas ele acha que talvez essa discussão eleitoral para o povo nas ruas está um pouco precipitada ainda. Lamenta-se que já em 7 de abril ele teria que se desincompatibilizar da prefeitura de Salvador, seis meses antes da eleição. Você tem uma lei que deixa um pouco esdrúxulo, porque começa de forma desigual. Enquanto aquele que vai concorrer à reeleição, que no caso é o governador Rui Costa, permanecerá no cargo durante todo o período eleitoral, o seu potencial adversário, que seria o prefeito ACM Neto, teria que sair da prefeitura seis meses antes para disputar o mesmo quesito eleitoral. Isso é um pouco esdrúxulo por parte da legislação.



Tribuna – Caso o prefeito não seja candidato, quem seria alçado a esse posto? Plano A, plano B, plano C. Quem no grupo político teria cacife e densidade eleitoral para sustentar esse projeto?



Roma – Completando a minha resposta, na minha opinião o prefeito ACM Neto será sim candidato a governador da Bahia. Eu acredito que além da vocação, ele hoje encarna todo um sentimento de mudança, todo um sentimento de transformação, toda uma afirmação de autoestima que a Bahia carece, inclusive no cenário nacional. Isso foi relegado ao estado da Bahia. Hoje é um estado que não consegue falar mais alto no cenário nacional, e a única voz que você vê ressoando em outros universos é de fato o destaque do prefeito ACM Neto. Eu acho que a aspiração da população da Bahia por essa presença de liderança vai ser determinante. E ele como um grande líder político terá que ouvir esse chamado da população.


FONTE: Tribuna da Bahia
leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Como você avalia a gestão do prefeito Ricardo Mascarenhas em Itaberaba?

Péssimo
95 votos - 40.9%

Ótimo
84 votos - 36.2%

Regular
39 votos - 16.8%

Bom
14 votos - 6.0%

facebook
twitter
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium