Sábado, 16 de fevereiro de 2019
(75) 98834-6881 E-mail: [email protected]
Internacional

22/01/2019 às 23h40

Redacao

Teresina / PI

Deputada americana propõe imposto para acessar sites de pornografia
Dinheiro serviria para ajudar vítimas de abuso e construção de muro de Trump.
Deputada americana propõe imposto para acessar sites de pornografia

Uma parlamentar do Partido Republicano busca uma forma inusitada para financiar o muro de fronteira entre os EUA e o México. Ela propõe tributar os habitantes do estado do Arizona, com o pagamento de imposto para acessar sites pornográficos.


A ideia é da deputada estadual Gail Griffin, do mesmo partido do presidente Donald Trump.


Ela apresentou recentemente um o projeto de lei que exigiria que os fabricantes de eletrônicos instalassem prévia e obrigatoriamente um software de bloqueio de pornografia em todos os dispositivos eletrônicos comprados ou vendidos no Arizona.


Para desativar o dispositivo, uma pessoa teria que provar que tem pelo menos 18 anos de idade e pagar uma taxa de 20 dólares para o Estado.


Quem desativasse o bloqueador, sem o pagamento do imposto, teria que enfrentar uma acusação de contravenção.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium