Segunda, 22 de abril de 2019
(75) 98834-6881 E-mail: [email protected]
Brasil

23/01/2019 às 07h18

Redacao

Teresina / PI

PSB cogita Lídice e Molon para eleição na Câmara.
A senadora e deputada federal eleita Lídice da Mata (PSB) entrou na bolsa de apostas para a corrida pela presidência da Câmara Federal.
PSB cogita Lídice e Molon para eleição na Câmara.

A senadora e deputada federal eleita Lídice da Mata (PSB) entrou na bolsa de apostas para a corrida pela presidência da Câmara Federal. Segundo informações que circulam nos bastidores, um nome pessebista deve liderar o blocão de esquerda formado por PT, PSOL e pelo próprio PSB para fazer frente ao nome de Rodrigo Maia (DEM), atual presidente e favorito na disputa. Além da baiana, o nome do deputado federal Alessandro Molon (PSB) também é cogitado.


"O PSB não vai apoiar Rodrigo Maia. Isso já está decidido. Conversei ontem com o presidente Carlos Siqueira sobre isso. O PSOL pode tirar a candidatura de Marcelo Freixo e o PT disse que vai apoiar uma candidatura do PSB. Foram aventados os nomes de Alessandro Molon e de Lídice da Mata", afirma o secretário-geral do PSB na Bahia, Domingos Leonelli. "Não sei qual vai emplacar. Não tenho a menor ideia. [...] Acho que ela aceitaria se fosse uma tarefa determinada pelo partido. Lídice abriu mão de ser secretária na Bahia para ser deputada federal".


Lídice vai se reunir com a direção nacional da agremiação nos próximos dias para deliberar sobre a eleição. "O que estiver posto neste momento é apenas especulação. A partir de segunda é que teremos um posicionamento”, declarou a parlamentar, por meio de nota. Vale lembrar que a pessebista deu declarações de que pretende continuar em Brasília cumprindo o mandato após uma orientação do PSB nacional. Sendo assim, ela não assumirá nenhum cargo no novo governo de Rui Costa (PT). O deputado federal Afonso Florence (PT) é um dos maiores entusiastas da candidatura de Lídice. Se ela colocar o nome, poderá liderar, assim, o bloco de esquerda anti-Bolsonaro que se forma na Casa. Os petistas recuaram no apoio a Rodrigo Maia depois que ele selou um acordo com o PSL, partido do presidente da República.


"O PT está trabalhando para organizar a oposição ao governo Bolsonaro. E está discutindo um bloco de partido independente em relação ao governo. Vai ter partidos de oposição. Estamos na expectativa que PSB, PSOL e PT esteja aí", afirmou o petista, na semana passada. Segundo ele, o nome da então senadora é ventilado nos bastidores. "No PSB se fala no nome de Júlio Delgado e também no da senadora Lídice da Mata. Ela já foi deputada, já foi senadora. [...] Nos partidos de oposição, que são da base de Bolsonaro e são independentes na Câmara, o nome dela sempre aparece".


Em entrevista à Carta Capital, Marcelo Freixo declarou acreditar que a esquerda comete suicídio se apoiar Rodrigo Maia (DEM-RJ) para comandar a Casa em mais uma legislatura. "Temos de ter capacidade de diálogo dentro do Congresso, sim, mas principalmente ter capacidade de diálogo nas bases. Essa esquerda precisa repaginar-se, refazer-se, reorganizar-se. Quando vier a reforma da Previdência, PP, MDB e esses partidos responsáveis pelo golpe estarão ao lado de quem? Dos sindicatos? Não dá para a gente achar que a aliança que temos de fazer no debate da Câmara seja com esses setores", criticou.


"A candidatura de Ciro cumpriu um papel importante, mas errou no segundo turno quando não apoiou abertamente o Haddad. Esse erro se desdobra na ideia de apoiar o Maia neste momento. Imaginar que a prioridade agora é a gente ocupar uma vaga na Mesa Diretora, pensar que uma derrota do Bolsonaro passa por esse disfarce no Congresso, isso é inaceitável. A agenda que Bolsonaro vai impor exige que a gente esteja forte nas ruas e não com cargos no Congresso", declarou, em outro trecho.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium