Publicidade: ACESSA BAHIA
Boa Vista do Tupim

Prefeitura apresenta terceiro quadrimestre na Câmara de Boa Vista do Tupim

A Audiência Pública visa a transparência e demonstrar a situação financeira do município

02/03/2018 13h15Atualizado há 2 anos
Por: Redacao
Fonte: assessoria
764
A apresentação foi feita com data show
A apresentação foi feita com data show

Administrar com transparência e com a participação popular. Esse tem sido o compromisso do Governo da Reconstrução, que nesta quarta-feira, dia 21, realizou na Câmara de Vereadores uma audiência pública para a apresentação do terceiro quadrimestre do exercício financeiro de 2017. A audiência foi aberta pelo presidente Sávio Bulcão (PSDB) e o vice-presidente Derneval Almeida Santana (PSDB) contou com as presenças da Controladora Interna – Terezinha das Virgens Silva e do Assessor Contábil Rubensmag Rodrigues que passaram a toda a comunidade interessada em discutir e acompanhar como estão sendo gastos os recursos públicos da Prefeitura.

Durante o encontro, Rubensmag Rodrigues, fez um relato dos gastos públicos do período nas mais diversas áreas da administração municipal. Também se colocou à disposição para o esclarecimento de dúvidas da comunidade. Ele reafirmou ainda o compromisso do governo municipal de estar administrando com a participação de todos que tem interesse no desenvolvimento e o progresso de Boa Vista do Tupim.


A Controladora Interna, explica que além de estar cumprido o que está previsto na Constituição Federal de 1988, a iniciativa faz parte do compromisso da administração municipal de garantir a transparência da gestão, daí a importância de toda a comunidade participar sempre dessas reuniões para fiscalizar e colaborar com a gestão municipal nas ações que possam trazer benefícios para toda a comunidade.

A gestão municipal está equilibrada, na apresentação da contabilidade, percebemos que cumprimos todos os índices. Dificilmente uma prefeitura aqui da região atingiu os nossos índices, tais como: pessoal 52,38% da RCL, investimentos na saúde superou o teto constitucional ficando em 17,72%. Os gastos com pessoal FUNDEB ficou em 71,46% e a aplicação na educação 26,98%. Todos esses números, demonstram  que estamos no caminho certo” finalizou Terezinha.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.