Terça, 29 de Setembro de 2020 03:35
Saúde CORONAVIRUS

Salvador registra cinco casos suspeitos de coronavírus.

Uma das ocorrências suspeitas foi registrada na UPA do Marback.

27/02/2020 12h58 Atualizada há 7 meses
233
Por: Redacao
Salvador registra cinco casos suspeitos de coronavírus.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recebeu cinco casos suspeitos em Salvador de contaminação pelo novo coronavírus. Os pacientes em análise apresentaram sintomas leves e estiveram recentemente em países que tem circulação do vírus.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (27) pela própria secretaria. No entanto, as estatísticas do Ministério da Saúde contabilizam apenas um caso suspeito na Bahia. Anteriormente, dois já haviam sido descartados. Até o momento, o estado não tem nenhum caso confirmado.

Uma das ocorrências suspeitas foi registrada a partir do caso de mulher de 42 anos que deu entrada no Pronto Atendimento Alfredo Bureau, no Marback, nesta quinta. A paciente viajou há pouco tempo para Itália e tem quadro clínico estável, informou a SMS.

Ainda de acordo com o órgão, os pacientes seguem sendo monitorados pelas equipes da Vigilância Epidemiológica e os protocolos de isolamento já foram aplicados.

Amostras laboratoriais das pessoas também foram coletadas para confirmar ou afastar o diagnóstico de contaminação e identificar a causa dos sintomas respiratórios dos pacientes suspeitos. Os materiais coletados foram encaminhados para o Laboratório Central do Estado (Lacen).

“Não há motivos para pânico. Os pacientes suspeitos estão com sintomas respiratórios leves e as notificações foram realizadas por conta dos mesmos terem passagens recentes em localidades onde há a circulação do Covid-19 [novo coronavírus]. Portanto não há nenhuma confirmação de coronavírus ou motivo para pânico em nossa cidade. As medidas definidas no fluxograma para acolhimento de indivíduos sintomáticos foram adotadas e os pacientes seguirão em isolamento domiciliar que é o recomendado pelo Ministério da Saúde para casos leves”, explicou Adielma Nizarala, assessora técnica do Samu Metropolitano de Salvador.

A SMS informou ainda que publicou uma portaria que viabilizou a ampliação da oferta de leitos de isolamento nas enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de hospitais conveniados com a Prefeitura. O objetivo é garantir suporte clínico a possíveis diagnosticados com o vírus e que apresentarem evolução para quadro clínico grave. Os hospitais receberão um aporte extra caso haja utilização dos leitos.

Como é a identificação de caso suspeito

O Ministério da Saúde possui um protocolo para considerar e diferenciar cada caso clínico. Um caso é considerado suspeito quando o paciente apresenta febre com pelo menos um sintoma respiratório como tosse, dificuldade para respirar e batimento das asas nasais e histórico de viagem para área com ocorrência de transmissão nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas. Leva-se em conta ainda se a pessoa teve histórico de contato próximo de pessoa com caso suspeito ou confirmado para o novo coronavírus.

Ele1 - Criar site de notícias